Categorias
Séries

Walking Dead: Henry e Judith tomam o lugar de Carl no episódio S09E09 [SPOILERS]

Alerta! Este texto contém SPOILERS do episódio 9×09 da série The Walking Dead, exibido no domingo, dia 10 de fevereiro, pela AMC e pela FOX. Não prossiga se não quiser saber detalhes da trama.

The Walking Dead retornou para a segunda fase da 9ª temporada com uma nova e refrescante perspectiva. Quem diria que um mundo sem Rick Grimes poderia ser até melhor? Quer dizer, para nós espectadores, já que para os sobreviventes as coisas começam a se complicar.

No episódio S09E09, entendemos como o arco dos Sussurradores será transportado dos quadrinhos para a telinha. Primeiramente, o papel de Carl na trama foi divido entre Judith (Cailey Fleming), jovem o suficiente para ter a relação de cumplicidade com Negan (Jeffrey Dean Morgan), e Henry (Macsen Lintz) – já adolescente e ingênuo o suficiente para começar uma relação com a filha do inimigo.

 

Ambas as narrativas pertencem ao filho de Rick (Andrew Lincoln) nas HQs, mas os produtores preferiram se livrar de Chandler Riggs e separar as narrativas com atores melhores. Sem ofensas ao ator, mas a pequena Cailey Fleming é uma das melhores coisas na série em anos. Vamos aos principais acontecimentos do episódio.

Negan e Judith

Continuando de onde o vimos pela última vez, Negan completa sua fuga. Mas não sem antes ser flagrado por Judith. Mesmo com sua pistola apontada para ele, a garotinha acaba deixando o homem ir embora, mas avisa que não há nada para ele lá fora e que se o ver novamente vai atirar. Após Negan prometer que não machucaria ninguém, Judith até mesmo deixa que ele leve sua bússola – de tão certa ela parecia estar que o (ex?) vilão voltaria.

Obviamente, a pequena (e melhor) Grimes estava certa. Encontrando o Santuário vazio e percebendo que o mundo mudou e continuou sem ele, Negan decide voltar à Alexandria e sua cela. Nos minutos finais do episódio, ele é interceptado por Judith, que cumpre sua promessa atirando no pneu de sua moto.

Negan admite que ela estava certa e os dois retornam juntos para a comunidade. Os diálogos entre os dois são sempre divertidos e com várias camadas. Além disso, o respeito mútuo entre Negan e Judith é surpreendentemente crível (afinal, é uma amizade/rivalidade entre uma menininha e um homem adulto), créditos para os atores e/ou novos roteiristas.

 

Fonte: Minha Série

Categorias
Filmes HQs

ROB LIEFELD NEGA QUE TENHA CRIADO DEADPOOL COMO UMA CÓPIA DO EXTERMINADOR

Reza a lenda que Rob Liefeld teria criado Deadpool como uma paródia de Deathstroke, o Exterminador, da DC, inclusive mantendo um nome similar (Wade Wilson e Slade Wilson). Porém, durante sua participação na Los Angeles Comic Con (via CB), o quadrinista negou que essa versão seja verdadeira ao responder a pergunta de um fã.

“Eu não fiz isso. Se você vir o Exterminador aqui: botas de pirata, luvas de pirata, mascara dividida ao meio, cota de malha. Onde está [em Deadpool] a cota de malha?” perguntou Liefeld. “Deixem-me dizer o que aconteceu: [Falando com a Marvel] Ei, pessoal, Todd McFarlane está arrasando com o Homem-Aranha. Eu preciso do Homem-Aranha na minha revista [Novos Mutantes]. Eu também gosto do Wolverine. Ele é meu personagem favorito. Preto e vermelho. Preto e vermelho. Eu posso conectá-lo a origem de Wolverine? Então, eu posso fazer um Homem-Aranha com armas e lâminas?”

Portanto, segundo Rob Liefeld, Deadpool é, na verdade, uma mistura de Homem-Aranha e Wolverine e não uma paródia do Exterminador.

 

Fonte: Heróis da TV

Categorias
HQs

DC MATOU OUTRO FLASH E DEU UMA NOVA IDENTIDADE A UM GRANDE VILÃO NOS QUADRINHOS!

Na nova edição da revista solo do Flash, descobrimos que Hunter Zolomon matou o Flash da Terra-18 e está se auto-denominando como “O Verdadeiro Flash”.

As coisas não andam bem para os Flash da DC Comics, depois de Wally West ter, aparentemente, morrido no começo da saga “Heroes in Crisis“, mais um velocista acaba de perecer. Na edição #57 da revista do Flash, vemos Hunter Zolomon matando o Flash conhecido como Johnny Thunder, enquanto Barry Allen tenta salvar o cérebro do vilão Onda Térmica.

Quando Zolomon, que já atuou sob a alcunha de Zoom e Flash Reverso, quebrou a Força da Aceleração no evento “Flash War”, descobrimos a existência de outras duas Forças, Strenght (Sem tradução no Brasil – algo como Força da Força) e Sage (Sabedoria). Desde então, Barry Allen se reuniu com outros Flash do Multiverso em busca de mais informações sobre essas novas Forças.

Agora, Zolomon está em busca do motivo pelo qual Barry se reuniu com outros Flash e seu método de conseguir respostas não é nada amigável. Na nova revista, vemos Zolomon usando um uniforme similar ao uniforme original do Flash, onde interroga Johnny Thunder sobre o motivo do encontro entre os Flash. Obviamente, Thunder não revelou o motivo da reunião e acabou pagando com sua vida.

Agora, resta sabermos quem será a próxima vítima de Zolomon, que agora se chama O Verdadeiro Flash. Uma coisa é certa, o vilão não poupará esforços para concretizar seus planos de eliminar Barry Allen.

Veja as imagens da revista em nossa galeria:

Fonte: Legião dos Heróis

Categorias
Séries

MANTO E ADAGA – PERSONAGEM DA SÉRIE GANHA TRAJE BEM SIMILAR AO DOS QUADRINHOS!

O quarto episódio de Manto e Adaga foi ao ar ontem à noite, e a série continua seu crescendo na mente dos fãs. Agora, a trama abraçou ainda mais sua origem dos quadrinhos, e Tyrone Johnson, Manto, acaba de receber um traje bem idêntico ao que o personagem usa nas HQs.

Basicamente, Tyrone sai junto com seu pai, para conhecer um pouco mais do passado dele. Nessa jornada, eles acabam encontrando uma capa azul com listras pretas, que pertencia ao irmão mais velho de Tyrone, Billy. Ao ver o traje, o pai de Tyrone permite que ele fique com o manto – que todos já reconhecem imediatamente do material fonte das histórias.

Anteriormente, o produtor Joe Pokaski, em entrevista com o Comic Book, falou sobre a inclusão dos trajes heroicos na série: “Definitivamente, você sabe que os uniformes vão ganhar algumas referências pelo resto da temporada. Sabe, há algo acontecendo no quarto episódio e no final da série que vai definir a relação de Tyrone com seu manto.”

Abaixo, confira a imagem do traje – que ainda não foi utilizado por Tyrone:

Fonte: Legião dos Heróis

Categorias
HQs Séries

Divulgado o trailer da segunda temporada de Jessica Jones

Em trailer divulgado pela Netflix nesta quarta-feira, 7, Jessica Jones vai descobrir que não é a única com super-força, e vai enfrentar revelações de seu passado. O universo da Marvel traz o retorno da série para a Netflix com a segunda temporada, no dia 8 de março.

Jessica (Krysten Ritter) inicia uma busca de saber mais sobre os experimentos que lhe deram habilidades especiais. No meio dessa jornada, ela vai enfrentar um novo assassino, quando descobre que não foi a única pessoa a ser usada como cobaia.

Após ter assassinado Kilgrave (David Tennant) na primeira temporada, se torna popular na cidade como uma assassina super poderosa.

Os episódios dessa nova temporada foram dirigidos por mulheres. Janet McTeer e J.R. Ramirez, entraram para o elenco, que conta também com Rachael Taylor (Trish Walker), Carrie-Anne Moss (Jeri Hogarth) e Eka Darville (Malcolm Ducasse).

https://youtu.be/u3-9e7NR_xI

Categorias
HQs Séries

Arrow: Spoilers nas imagens do ultimo episodio do ano

O CW lançou novas fotos para “Diferenças Irreconciliáveis”, o próximo e ultimo episodio do ano de Arrow .

Depois de salvar a Terra-1 dos invasores nazistas da Terra-X e ter um casamento improvisado, uma vez que a ameaça acabou, Oliver Queen / Green Arrow (Stephen Amell) e Felicity Smoak (Emily Bett Rickard) voltam para casa para Star City para uma celebração de suas núpcias com sua família e amigos e, como você pode ver nas fotos da nossa galeria, entre aqueles que comemoram o casal feliz não são senão Thea Queen (Willa Holland).

Os fãs podem lembrar que no episódio “Ação de Graças”, Thea acordou do coma que ela havia estado desde os eventos durante o final da última temporada em Lian Yu . O fato de estar de volta e de sair do hospital será uma série de eventos para Oliver, já que há muito se baseou em sua irmã por apoio emocional, algo que ele precisará agora mais do que nunca. Ele pode ter ajudado a derrotar os nazistas, mas agora ele deve se concentrar em derrotar as acusações contra ele pelo FBI. E, como vimos em uma promo para o próximo episodio , derrotar essas acusações será ainda mais difícil agora que um membro da Team Arrow esteja disposto a trair todas elas testemunhando contra Oliver.

Claro, não é apenas a traição inesperada que Oliver e a equipe terão de enfrentar. As coisas não são particularmente boas para o vigilante no campo e isso não pode acontecer em pior momento. Black Siren (Katie Cassidy) e Cayden James (Michael Emerson) avançaram, sequestrando Quentin Lance (Paul Blackthorne) na tentativa de trocar sua vida por uma arma de destruição em massa. De alguma forma, a equipe terá que encontrar uma maneira de se juntar para salvar a vida de Lance, mas toda Star City e talvez o mundo também.

Arrow — “Irreconcilable Differences” — Image AR609a_0110 — Pictured (L-R): Stephen Amell as Oliver Queen, Jack Moore as William Clayton, Willa Holland as Thea Queen, and David Ramsey as John Diggle — Photo: Dan Power/The CW — © 2017 The CW Network, LLC. All Rights Reserved.
Arrow — “Irreconcilable Differences” — Image AR609a_0114 — Pictured (L-R): Stephen Amell as Oliver Queen and David Ramsey as John Diggle — Photo: Dan Power/The CW — © 2017 The CW Network, LLC. All Rights Reserved.

Categorias
Resenhas

Justiceiro S1E2

Nesse episódio começa uma perseguição entre dois fantasmas, Karen Page aparece na série e vemos Mandani conversando com um amigo de Frank.
A perseguição começa por um tipo de espião chamado Micro que vai atrás de Frank para mostrar uma gravação que deixa Frank um pouco alterado.
Frank não sabendo o que fazer vai atrás de Karen para ver se ela consegue ajudar e me parece que vai rolar até um romance entre eles.
Mandani começa a querer mais poder dentro da polícia para tentar pegar Frank em um teste físico ela acaba chegando perto de um amigo de Frank.
Este amigo de Frank chama ela para sair e acabam trocando uma ideia do que aconteceu por lá.
Frank vai atrás de David depois que Karen descobriu que ele era realmente um espião, Frank vai atrás de Wolf que era um policial que participou de algumas coisas.
Frank acaba matando o chefe de polícia e depois bola um jeito para pegar David em um baita jogo de encontro e até utiliza Curta para desviar a atenção dele.
Categorias
Séries

CW REVELA QUANDO AS SÉRIES ARROWVERSO RETORNARÃO!

 

Capa da Publicação

Segundo a emissora The CW, a série Raio Negro, que adapta o personagem da DC Comics, deverá estrear terça-feira, no dia 16 de janeiro de 2018, ocupando a lacuna de tempo deixada pela série Lendas do Amanhã.

Raio Negro deverá acompanhar Jefferson Pierce(Cress Williams), um super-herói aposentado com o poder de controlar eletricidade, que resolve voltar para a batalha contra o crime quando uma gangue local ameaça sua família e comunidade.

Além disso, a CW também anunciou os retornos de suas demais séries após o hiato de meia-temporada. Supergirl, The Flash e Arrow todos ganharam datas para regressar às telhinhas.

Supergirl irá voltar em 15 de Janeiro, The Flash dia 16 de janeiro e Arrow dia 18. A data de retorno de Lendas do Amanhã ainda não foi anunciada, mas ela deve voltar em um novo dia da semana.

Categorias
Filmes

TRANSFORMERS – FILME SOLO DO BUMBLEBEE GANHA NOVO TÍTULO E LOGO OFICIAL!

Capa da Publicação

Como vocês devem saber, a franquia Transformers vai ganhar seu primeiro spin-off, um filme solo focado no carismático Bumblebee. O filme deve se passar nos anos 80, sendo uma espécie de história de origem do Transformer amarelo, tendo Hailee Steinfeldcomo a melhor amiga do robô.

As gravações do filme já foram finalizadas e, durante a festa em comemoração do encerramento, o título oficial e o logo do filme finalmente foram revelados. Agora, o longa está oficialmente intitulado como Bumblebee: O Filme.

Já o logo tem claramente uma estética inspirada pelos anos 1980, período em que o filme se passa. Confira a imagem na nossa galeria abaixo:

Categorias
Séries

THE FLASH 4×05 – AS MENINAS SUPER PODEROSAS!

 Capa da PublicaçãoNesta semana, tivemos a exibição do 5º episódio da 4ª temporada de The Flash, intitulado Girls Night Out (Noite das Meninas), o que é um título que resume bem o que seria este episódio. Desde antes da temporada ser lançada, nós já sabíamos que teríamos este episódio focado na despedida de solteira de Iris West, onde teríamos como principais personagens, o elenco feminino da série, com adição de Felicity Smoak.

O resultado foi um episódio um tanto quanto interessante focado nestas ótimas mulheres do ArrowversoIris, Caitlin, Felicity e Cecile. Principalmente quando você joga um elemento tão volátil quanto Caitlin nessa mistura. Mas antes de entrarmos no foco do episódio, já que ele é tão importante neste caso, vamos primeiro falar deste núcleo secundário que trazia os personagens masculinos da série; Barry, Joe, Cisco, Harry e Ralph.

Nós precisamos tirar um momento para apreciar o Barry Bêbado, se você não achava que o Flash era um herói “gente como a gente”, esse foi o episódio que isso mais caiu por terra. Mesmo que você não seja adepto – ou não tenha idade – da prática de se embriagar alcoolicamente para se identificar com Barry neste episódio, com certeza você já viu coisas semelhantes acontecendo e entende que o Flash nunca foi tão “humano” como nesta semana, onde ele estava comemorando sua despedida de solteiro. Em paralelo, tínhamos Joe entrando em um parafuso mental por conta da responsabilidade de ser pai novamente aos 50 anos.

Foi definitivamente um núcleo muito divertido, o que concretiza que a adição do Ralph Dibny de Hartley Sawyer, foi uma decisão muito certa e que trouxe um novo clima para a série – eu só não sei como me sinto ao ver Harry tão confortável em um strip club.

Agora vamos ao núcleo principal da série, as meninas. Sim, nós lemos muito os comentários de vocês por aqui e pela internet inteira, nós sabemos muito bem que a opinião da maioria em relação à Iris West não é muito favorável, e a palavra “chata”aparece com certa frequência. E esse tinha tudo para ser um episódio para reverter isso… Bem, tinha

Eu, particularmente, tinha uma expectativa muito alta no episódio onde as personagens femininas seriam as principais da trama. Haviam maneiras muito eficazes e interessantes de se abordar um episódio com esta proposta, e fazê-lo cumprir seu objetivo de fortaleceras personagens de Iris, Cecile e Caitlin. Mas no fundo, o que me pareceu foi que o episódio resolveu tomar algumas decisões fáceis e alguns “discursos prontos” – um tanto quanto forçados –  quanto a cena onde elas juntam punhos dizendo ‘”#Feminismo”. Por favor não me entendam errado, o problema não é com o feminismo, muito pelo contrário, eu queria que realmente fosse um episódio onde empoderássemos estas personagens, mas tudo o que ele mostrou foi uma caricatura do que poderia ter sido. Para servir de comparação, em Supergirl, nós tivemos um episódio focado no relacionamento de Alex e Maggie, um episódio com uma importância social tão forte quando este episódio de The Flash, e em Supergirl tivemos um episódio forte, impactante, natural, honesto e verdadeiro, enquanto em The Flash, praticamente nenhum daqueles diálogos sobre mulheres pareciam reais, mesmo tendo duas mulheres como roteiristas.

Porém isso fez um episódio ruim? obviamente que não! Não é uma falha que vai jogar o episódio no lixo. Ele tem grandes momento, principalmente toda a trama envolvendo a Nevasca, que ainda passa pelo seu momento Médico e Monstro, ou como Felicity ressaltou, Bruce Banner x Hulk – o que me leva a questionar, existe Marvel dentro do Arrowverso? Isso não faz o menor sentido, e ao mesmo tempo faz total sentido – e enquanto caminhamos aos poucos no crescimento da personagem, também vimos este background do que aconteceu com Caitlin, e ao que parece, nos direcionamos para um consenso  entre as duas partes da personagem. O que é algo que sempre quisemos ver.

Enquanto tivemos momentos medianos, algumas coisas que o episódio trouxe neste núcleo foram muito boas, como a apresentação da vilã Amunet, interpretada pelo ícone da cultura pop, Katee Sackhoff, de Battlestar Galactica. A vilã foi interessante, bem interpretada, com uma personalidade cativante e, mesmo que em uma curta sequência de luta contra Nevasca, tenha sido um pouco mal feita, ainda assim ela apresentou uma boa ameaça que queremos ver no futuro.

Como eu disse, o episódio tinha um bom potencial para alavancar e fortalecer a personagem de Iris West, mas desperdiçou fazendo as mesmas coisas que estão fazendo as pessoas a chamarem de vários “nomes feios”, como por exemplo forçar uma liderançaque ela nunca conquistou, fazer com que ela vá para a ação no lugar de policiais sem o menor treinamento ou motivo aparente, e esperou que a gente comprasse todo o ar badass da personagem simplesmente “porque sim”.

Como dito anteriormente, foi um episódio bom, mas ficou atrás da qualidade dos anteriores que estão construindo esta que vem sendo a melhor temporada de The Flashaté aqui.